Ninguém deverá ser submetido a interferências arbitrárias na sua vida privada, família, domicílio ou correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques todas as pessoas têm o direito à proteção da lei.
Declaração universal dos direitos humanos artigo 12
SODAJOVEMGUARDA
Deseja a todos os visitantes , um Dia repleto de Felicidades, de Amor e Paz. Que todos nós tenhamos a consciência que o rancor, o ódio, e outros sentimentos mesquinhos a nada levam, apenas corrompem nossa alma. Que tenhamos a Paz de Espírito para o discernimento correto de que estamos fazendo aquilo que é justo e correto para nós e nossos semelhantes. Que tenhamos o prazer de ser útil a alguém. que hoje seja um dia de muitas transformações e realizações para todos, não só no campo material, mas principalmente em nossa alma, em nosso "eu" interior. Desejo que todos tenham o que for justo, belo, sereno e louvável ao olhos do criador. Que neste dia os anjos desçam do céu e iluminem o seu sorriso para que ele se torne tão sincero quanto o sorriso de uma criança. E que você transmita a paz e o amor a todos aqueles que se aproximarem de você. A melhor história é aquela se faz hoje... Lembranças nem sempre são fáceis, assim como águas passadas, não movem moinhos. Sonhos se realizam sim, mas não sem suor, ou sem muitas lágrimas. Por melhor ou pior que seja, qualquer data é uma mera lembrança, porque mesmo que real, também já passou. A vida se dá hoje, no sonho em que construímos diariamente.
Tenha um bom dia!!!!



Lafayette Coleção


A série de discos 'Lafayette Apresenta seus Sucessos', atingiu dezenas de edições, fazendo a fama de seu autor, o tecladista batizado Lafayette Coelho Vargas Limp. Lançados desde meados dos sessenta, com até duas edições anuais (sem contar a mesma quantidade lançada no exterior), seus álbuns - atualmente caçados nos sebos - adentraram os anos oitenta, pelo menos, com grande repercussão popular. O segredo do sucesso: versões instrumentais, magistralmente arranjadas, para hits e clássicos do momento, especialmente da Jovem Guarda e do iê-iê-iê internacional. Mas, o que era popular no passado recente, tornou-se cult nos tempos modernos, audição obrigatória para ouvintes mais ligados e jovens e antenados instrumentistas. O culto ao tecladista já contabiliza um clássico no mercado informal de CDr, uma coletânea dupla com seus sucessos dos anos setenta. Apesar disso, o tecladista não conta com o devido reconhecimento, diante da extensão, da qualidade e da influência de sua obra, especialmente no período da Jovem Guarda. Assim como a guitarra de Lanny Gordin faz parte da estética musical tropicalista, os teclados de Lafayette, ao lado da 'fuzz-guitar' de Renato Barros (do Renato e Seus Blue Caps), contribuiu decisivamente para construir a identidade sonora da Jovem Guarda. A sua presença é inconfundível em várias e clássicas canções dos principais ídolos do movimento, desde sua estréia na música 'Terror dos Namorados', do primeiro álbum de Erasmo Carlos, lançado em maio de 1965. É dele também o órgão de 'Quero Que Vá Tudo Pro Inferno', de Roberto Carlos, que marcou o gênero para sempre. Uma espécie de 'marca registrada' da Jovem Guarda que, inacreditavelmente, nasceu do acaso (veja entrevista nesta edição). A trajetória artística do tecladista e arranjador Lafayette, nascido em março de 1943, iniciou aos cinco anos no Conservatório Nacional de Música, no Rio de Janeiro. Com o surgimento do rock and roll, passa a integrar o The Blue Jeans Rockers, não por acaso responsável pelo primeiro rock instrumental gravado no país. Junto com ele na música 'Here Is The Blue Jeans Rockers' estão os futuros Luizinho e Seus Dinamites, Luizinho (violão elétrico) e Euclides (guitarra). A música é inédita em CD, podendo ser ouvida no volume 2 da série 'Brazilian Instrumental Rarities', lançada em cdr pelo e-zine 'Instrumental NewsLetter. Os discos permanecem inéditos, em sua maioria, com apenas algumas poucas e tímidas coletâneas oficiais relançadas em cd - uma delas somente com hits e clássicos de Roberto Carlos. Ele também pode ser ouvido na série 'Os Anos da Beatlemania', que traz suas versões instrumentais para os clássicos de Lennon & McCartney, com destaque para a sensacional 'Day Tripper'. Antes de gravar com a Jovem Guarda, e de forma o Lafayette e seu Conjunto, o músico teve outros dois grupos, o Sambrasa e Lafeyette Seu Piano e Ritmo, no início dos anos sessenta."
 

Você Pode Gostar